nTnD

Plataforma Zoom //

A Sara e os irmãos Leonor e Leonardo têm hoje um novo desafio. Cada um pensa numa palavra e dentro dessa palavra escolhe uma das sílabas. 

A sílaba pode ser dita várias vezes, e como cada um quiser: a cantar, a sussurrar, a gritar. Podem rir. Mas não podem falar. Só pronunciar e repetir a mesma sílaba.

Sara escolheu a palavra gelado e a sílaba ‘la’ e o Eduardo deu vários exemplos de como pronunciar essa sílaba.

O exercício provoca muitos risos, e a meio da sessão, sem pedir licença, também a tecnologia entra neste jogo: algum microfone começou a captar o som que estava a vir do computador e há um efeito de eco e repetição.

A Sara, o Eduardo e Leonor repetem as sílabas escolhidas, mas agora cantadas e com notas longas. O Leonardo e a Eduarda ficaram responsáveis por sílabas mais curtas.

O desafio altera-se. Agora é preciso formar sílabas curtas e rápidas. E parar logo de as dizer e deixar um pouco de espaço entre as vezes que as pronunciavam.

Começou a Eduarda, seguiu-se a Sara, o Leonardo, o Eduardo e finalmente a Leonor. Um a um, com uma sílaba dita depressa e uma só vez. Depois mais rápidos ainda. E por fim, usaram duas sílabas seguidas.

E se agora as sílabas dessem lugar apenas a consoantes? Todos aceitam o desafio, e começam outra vez.

O Eduardo repara que sempre que mudou o desafio ou pediu para mudarem de estilo, houve um curioso efeito de contágio. Se um escolhia sussurrar, sussurravam todos. Ou quando alguém fazia algo mais forte, também todos pronunciavam com mais energia. E no fim todos concordam que para trás deixaram a vergonha.