nTnD

Plataforma Webex //

O Eduardo enviou um link com os resultados das últimas sessões. Afinal, todos os sons, ou quase todos, foram aproveitados e trabalhados. Deixaram de ser sons isolados e passaram a ser música. Cada participante ouviu os som e no final falaram sobre o que acharam. Quanto ao primeiro som, Leonor lembrou-se do som de pistolas e diz que se alguém o ouvir vai pensar “tantos sons misturados, que loucura!”. Reconheceu o som do piano, dos guizos, dos pentes, dos exercícios que tinham feito durante as sessões. Analisou-se tudo ao pormenor. Os quatro adolescentes espantados com o resultado. Em alguns casos, concordaram: faltava algo; sons repetitivos; ou a irmã da Sara (uma bebé) a ouvir-se em plano de fundo, a imitar sirenes de bombeiros, a dar uma alegria inusitada à trilha.Por isso, concluíram, é um bom som para ser incluído.  

Depois de terem ouvido todos os sons, Eduardo pediu que, separadamente,  ouvissem os inícios de cada som e fizessem uma ordem para as músicas: pensar como se fosse um álbum e definir uma música para o início, meio e fim. Cada um disse a sua preferência de ordem e explicaram a decisão.