Aldara Bizarro

Plataforma Zoom // Última sessão. Quase nervosismo de estreia de espetáculo, sem o ser. Nesta última sessão estiveram presentes Jéssica Martins, Cláudia Coelho, Teresa Albuquerque e Helena Garrido. Faltou a Inês. Aquecimento feito, vamos ao alinhamento do “espetáculo”: Escrita da carta - Aldara propõe que a escrevam mesmo, para se ver esse tempo; Limites de ecrã: a Teresa estabelece onde vai

Plataforma Zoom // Na sessão de hoje faltou a Inês. Esta é a penúltima sessão e será uma sessão mais curta para rever todo o guião e fazer, entre todas, um alinhamento final. GUIÃO: Escrita da carta - posicionamento do corpo (confortável e caras enquadradas na câmara). A escrita da carta será acompanhada pela música. Limites - experimentar o limite, é bom ver as mãos

Plataforma Zoom // A sessão começou com uma conversa informal sobre o número de sessões que ainda temos e qual o plano para as próximas sessões.  Depois foi tempo de aquecer.  O alinhamento, esse já está definido: escrever; limites; limpar; ler em simultâneo, mas com tempo e espaço para sentir e adivinhar o outro. Depois corredor, frente e trás; E o exercício do “eu

Plataforma Zoom // É tempo de alinhavar o espetáculo final. Combinaram começar com o exercício do stop: movimentação pelo espaço e quando dizem ‘stop’, baixam-se. Dizem os números, para a velocidade, quando alguém diz o número 0 param e quando alguém diz stop baixam-se.  Depois, no guião, o exercício da carta: sentam-se, escrevem, e de seguida lêem a carta em conjunto. Será um

Plataforma Zoom // Há objectos que podem contar sobre nós mais do que imaginamos. A Aldara pediu que todas trouxessem um objecto com uma história. E a sessão foi um momento de partilha desses bocados de nós, que guardamos e a que nos apegamos, às vezes sem perceber porquê. A Ana Margarida trouxe um mistério: uma carta com uma chave, que recebeu após

Plataforma Zoom // Porque a Inês e a Jéssica  não estavam presentes na última sessão, a Aldara repetiu o exercício  da carta,  ao som de uma música escolhida por si.  A Inês escreveu para a sua avó.  A Jéssica também escolheu o mesmo destinatário. A Helena, que tinha estado na sessão anterior, escreveu de novo para a mesma pessoa, uma segunda carta.. E a

Plataforma Zoom // É tempo de escrever. Hoje a Aldara pediu a cada uma que escrevesse uma carta, destinada a alguém muito próximo ou a alguém relevante. A situação pode ser real ou não, mas terá que ser sempre alguém que as participantes não vejam há muito tempo e da qual sintam muita falta e uma grande vontade de estar próximos.  Quando escrevemos

Plataforma Zoom // Aquecimento feito, falou-se sobre a importância da autenticidade dos actos, dos gestos. A ideia dos exercícios propostos, reforçou Aldara, não é chegar à perfeição. A ideia é sentir, é ter prazer no que se faz, nos gestos, nas palavras, que de tão simples tornam-se património de cada corpo.O material pedido na última sessão foi colocado na parede: o