nTnD

Plataforma Zoom //

A Sabrina irá participar nos espetáculos, um deles online, numa espécie de filme daquilo que foi feito, onde se pretende incluir os participantes a dizerem os poemas finais.

Por isso António quer ouvir Sabrina, de viva voz. E vai dando algumas dicas de como pode melhorar a leitura. O primeiro poema, “Sopa de Letras”, quase não mereceu reparos. Está quase perfeito. António sugere apenas que no dia da gravação, Sabrina dê um pouco mais de ênfase às palavras rimadas, e o mesmo para as palavras que Manuel António Pina escreveu com letras maiúsculas, como FLOR, NAVIO. Talvez possa imaginar que está a dizer o poema à irmã Luna, como se o estivesse a ensinar.

Já o poema “Às Massas” esse,segundo António, está já pronto para gravar.

E aos poucos o espetáculo, que irá ser apresentado, começa a ganhar forma.